logo-peecelesc-peqlogo-celesc

ANEEL PEE - horizontal colorido

Nossas notícias

Celesc lança nova Chamada Pública para Seleção de Propostas de Projeto em Eficiência Energética


CONFIRA AS REGRAS DO EDITAL E ENVIE SEUS PROJETOS PELO PORTAL DE CHAMADA PÚBLICA:

PORTAL DE CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS

Suporte técnico para envio dos projetos:
- O sistema está estruturado para receber as informações contidas na "Planilha de RCB" e no "Roteiro para a Elaboração do Diagnóstico Energético". Esses arquivos estão disponibilizados abaixo, portanto, recomendamos que antes de iniciar o carregamento de um projeto tenha em mãos esses documentos suporte. Inclusive é obrigatório o envio desses documentos via sistema.
- Em caso de problemas no sistema, favor entrar com contato com a equipe de suporte:

BITSOL - VALDY AMARAL JR
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
(15) 3500-9749 / (15) 3500-9773 / (11) 96156-3035

O sistema ficará disponível até às 23h59 do dia 29/03/2019. EVITE PROBLEMAS, NÃO DEIXE PARA A ÚLTIMA HORA!


ATUALIZAÇÕES:

18/03/2019 - AJUSTE DA PLANILHA DE CÁLCULO DE VIABILIDADE DE PROJETO (RCB).
Nota:  
- Na Aba “Financeiro”, referente ao cronograma financeiro, foi corrigida a fórmula da linha “14.Repasse Financeiro da Celesc para o Consumidor”. A fórmula anterior descontava do valor a ser repassado ao cliente os custos de “fiscalização da execução do projeto (CELESC)”. 
- Na aba “MotorCusto”, o Sub total - Outros custos indiretos motores (linha 252) foi corrigida a fórmula pois a mesma não incluía no somatório o custo do item 4. ART CELESC (R$ 500).

08/03/2019 - AJUSTE DA PLANILHA DE CÁLCULO DE VIABILIDADE DE PROJETO (RCB)
Nota: O ajuste realizado na Planilha de RCB igualou as fórmulas das Colunas I a SM, com as fórmulas da Coluna H, na aba "IlumBenef". Algumas das fórmulas nas colunas I a SM continham a função de arredondamento em 2 casas decimais (=ARRED( ;2)). Esse ajuste foi necessário para igualar as planilhas ao sistema. Caso a proponente já esteja com a planilha de RCB preenchida no modelo antigo, basta utilizar a funcionalidade de auto completar do excel copiando as fórmulas das células azuis da Coluna H para as demais colunas. Ou seja, a Coluna H está correta e foi utilizada como base para o sistema. Em caso de dúvida entre em contato com O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

28/02/2019 - LIBERAÇÃO DO ACESSO AO PORTAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA CADASTRAMENTO DE PROJETO - ACESSE AQUI >>

22/02/2019 - PUBLICAÇÃO DO ADITAMENTO 002 - ALTERAÇÃO DOS RECURSOS DISPONIBILIZADOS PARA A CHAMADA PÚBLICA 001/2018, E OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

08/02/2019 - PUBLICAÇÃO DO ADITAMENTO 001 - PRORROGAÇÃO DE PRAZOS, INCLUINDO O DE ENTREGA DAS PROPOSTAS DE PROJETOS, E OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

24/01/2019 - (nova atualização em 08/03/2019) ATUALIZADA PLANILHA DE CÁLCULO DE VIABILIDADE DE PROJETO (RCB), CORRIGIDO ERRO DE VÍNCULO DE CÉLULAS NA TABELA DE CONSUMO POR USO FINAL - SISTEMA PROPOSTO NA ABA "ECONOMIA"

22/01/2019 - ATUALIZADO DOCUMENTO "DÚVIDAS MAIS FREQUENTES" COM ESCLARECIMENTOS SOLICITADOS ATÉ A PRESENTE DATA.

08/01/2019 - INSERIDO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO


 

AVISO IMPORTANTE!

A Celesc Distribuição informa que está disponibilizando aos interessados em participar da Chamada Pública PEE Celesc 001/2018 um roteiro para elaboração de diagnóstico energético. Trata-se de um documento orientativo que visa auxiliar as proponentes na elaboração de sua proposta de projeto. Sua utilização não é obrigatória, mas recomendada. A empresa lembra ainda que o diagnóstico energético é um dos documentos que compoem a "proposta de projeto". O edital é documento mandatório., sendo necessário sua leitura com atenção para verificar o regulamento completo e todas as ações necessárias para a apresentação da "proposta". 

Clicando no link abaixo é possível fazer o download deste arquivo.

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO - CELESC (documento orientativo)

 

PRINCIPAIS ESCLARECIMENTOS

 - A exigência da alínea "i" do subitem 8.3 do Edital da Chamada Pública PEE CELESC 001/2018 deve ser aplicada somente para a rubrica mão de obra e serviços de terceiros. As rubricas de marketing, treinamento e capacitação, medição e verificação e descarte estão isentas desta exigência.

A comprovação de que a instituição é uma entidade de caráter essencialmente filantrópico ou assistencial (item fundamental para que projetos da tipologia Comércio e Serviços sejam formalizados na Modalidade Fundo Perdido - item 13 do Edital) deverá ser realizada através da apresentação de Declaração de Utilidade Pública (federal, estadual ou municipal) e da Certificação de Entidade Beneficente de Assistência Social (CEBAS), emitida pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Mais informações sobre a Certificação estão disponíveis no site http://mds.gov.br/assuntos/assistencia-social/entidade-de-assistencia-social/certificacao-de-entidades-beneficentes-de-assistencia-social-cebas.

- Na fase de apresentação da proposta de projeto não é necessário o envio dos documentos solicitados no subitem 9.1 do Edital da Chamada Pública PEE CELESC 001/2018. Os documentos para habilitação só serão solicitados para os projetos aprovados e selecionados, em uma fase posterior.

- O PROPEE, na Tabela 1 do item 3 e na Tabela 4 do item 9, ambos da seção 4.1 do seu Módulo 4, descreve as possíveis ações de eficiência energética para projetos da tipologia Residencial. Para projetos que beneficiem residências, as ações de melhoria de instalação (onde não seria necessária a contrapartida) não podem ser executadas. Logo, se a proposta de projeto prevê a troca de equipamentos em residências, a única ação permitida pelo PROPEE é o bônus para equipamento eficiente, onde a contrapartida é obrigatória.

 

DEMAIS ESCLARECIMENTOS EM: DÚVIDAS MAIS FREQUENTES


 O objetivo desta ação é estimular nossos clientes a desenvolverem projetos de eficiência energética, atendendo as Resoluções nº 556/2013 e nº 830/2018 da ANEEL. Os projetos devem promover o uso eficiente e racional de energia elétrica, estimulando a adoção de novas tecnologias e de bons hábitos de consumo para combater o desperdício.

 

O conceito de eficiência energética está ligado à minimização de perdas na conversão de energia primária em energia útil. As perdas ocorrem para qualquer tipo de energia, seja térmica, mecânica ou elétrica. Em síntese, seu objetivo é atender as necessidades da economia com menor uso de energia primária e, portanto, menor impacto a natureza. Eficientizar um processo é produzir mais ou melhor com menor consumo de energia.

As ações em eficiência energética estão ligadas intimamente a proteção do meio ambiente e ao desenvolvimento econômico. Estas ações poupam recursos naturais, como o petróleo, o carvão e o gás, diminuem custos de produção, possibilitam a produção de bens cada vez mais baratos e competitivos, melhoram o desempenho econômico de empresas, garantem mais verba para ser destinada a outros fins e reduzem a necessidade de se investir em infraestrutura e energia, pois é mais barato conservar do que gerar energia. Além disso, asseguram o retorno do investimento realizado, já que o montante é recuperado ao longo da vida útil de equipamentos, por conta da economia de energia ocorrida.

eficiência energética

Ciente destas vantagens e de suas obrigações legais, a Celesc Distribuição está lançando sua Chamada Pública para Seleção de Propostas de Projeto de Eficiência Energética para o ano de 2019. Este processo visa promover oportunidades mais isonômicas de participação dos consumidores no PEE CELESC (Programa de Eficiência Energética CELESC), selecionando os projetos com os melhores resultados do ponto de vista do sistema elétrico nacional e promovendo a transparência do programa.

Serão disponibilizados R$ 9,5 R$ 40,0 milhões (Aditamento 002) para o financiamento de projetos de eficiência energética que possam ser adotados em residências, indústrias, prédios públicos, estabelecimentos comerciais ou de serviços, na área rural ou na iluminação pública. Os critérios básicos de seleção dos projetos atendem aos Procedimentos do Programa de Eficiência Energética (PROPEE), definidos pela ANEEL através das Resoluções Normativas nº 556/2013 e nº 830/2018. A Chamada Pública permanecerá aberta até o dia 08/03/2019 29/03/2019 (*novo prazo), prazo limite para inscrição de projetos.

Para participar desta Chamada os projetos devem estar pautados em ações de melhoria de instalação, que são ações realizadas em instalações de uso final de energia elétrica envolvendo a troca ou melhoramento do desempenho energético de equipamentos e sistemas de uso da energia elétrica. Projetos que contemplem além das ações de melhoria, a inclusão de geração de energia elétrica a partir de fontes incentivadas também poderão participar do processo de seleção.

Visando a melhoria contínua do seu processo de seleção de projetos de eficiência energética e a adequação a nova revisão do PROPEE, publicada no dia 05 de novembro deste ano através da Resolução Normativa nº 830/2018, a Celesc promoveu algumas mudanças no edital desta nova Chamada, em relação ao que vinha sendo praticado nos últimos anos. As principais mudanças são:

  • Recurso exclusivo para projetos com geração de energia através de fontes incentivadas em Hospitais Públicos e/ou Filantrópicos - esta mudança visa estimular ações de eficiência e geração distribuída em um dos setores do estado mais afetados pela grave crise financeira dos últimos anos;

  • Solicitação dos documentos de habilitação somente para as propostas selecionadas - esta mudança visa diminuir a quantidade de documentos a ser encaminhados e dar mais ênfase a qualidade técnica das propsotas apresentadas;
  • Possibilidade da comprovação das características técnicas pela tabela do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) - esta mudança visa dar mais uma alternativa para comprovação das características técnicas para as proponentes;
  • Comprovação da vida útil dos equipamentos - para equipamentos em que não são solicitados ensaios de vida útil e não seja possível comprová-la através de catálogo, tabela PBE ou tabela Procel, é necessário apresentar uma declaração do fabricante atestando a vida útil utilizada no diagnóstico energético;
  • Custos com mão de obra ou serviços de terceiros deverão trazer descritos a identificação do porfissional por categoria, quantidade de profissional por categoria, quantidade de horas por profissional, valor da hora e valor total;
  • Vetada a inclusão de custos com equipamentos para ações de treinamento e capacitação, com equipamentos para ações de medição e verificação e com obras civis que não representem ganhos energéticos.
  • Alteração dos limites para os custos com recursos próprios das seguintes rubricas: elaboração do projeto, mão de obra de terceiros, descarte de materiais e medição e verificação;
  • Definição de fatores para o cálculo do tempo de utilização dos sistemas de condicionamento ambiental - deverá ser informado a temperatura de conforto adotada (com sua devida justificativa) e calculado o tempo de utilização considerando esta temperatura;
  • Alteração da fórmula de cálculo dos custos com mão de obra própria e transporte - adequação ao tempo e valores gastos pela CELESC;
  • Inclusão dos custos com auditoria contábil e fiscal - adequação a nova revisão do PROPEE;
  • Inclusão dos custos com a emissão da Anotação de Responsabilidade Técnica - ART, a ser registrada junto ao CREA-SC, referente à gestão e fiscalização do projeto proposto pela CELESC;
  • Inclusão de quantidade e duração mínima das ações de treinamento e capacitação - esta mudança visa garantir uma qualidade mínima destas ações nas propostas apresentadas;
  • Alteração da definição de geração de energia elétrica por fonte incentivada - adequação a nova revisão do PROPEE;
  • Inclusão da forma de definição do Custo Evitado de Energia (CEE) e do Custo Evitado de Demanda (CED) para as ações de geração de energia por fonte incentivada - adequação a nova revisão do PROPEE;
  • Para projetos de iluminação pública, passa a ser obrigatório que a proposta esteja de acordo com o cadastro da CELESC (recomenda-se a atualização do cadastro antes do envio da proposta);
  • Para as propostas de projeto de iluminação pública selecionadas na Chamada, será obrigatório a apresentação do inventário atualizado de todo o sistema de iluminação pública do município;
  • Alteração das informações mínimas que devem estar presentes no diagnóstico energético - adequação a nova revisão do PROPEE e melhorias identificadas pela CELESC;
  • Alteração de uso final como segmento com barreiras mais relevantes (item E3) - melhoria identificada pela CELESC, conforme projetos já executados ou em execução dentro do seu Programa;
  • Alteração de pesos de alguns usos finais no item H (diversidade de usos finais) dos critérios para pontuação e classificação das propostas - esta mudança visa incentivar a diversidade nos usos finais beneficiados nas propostas de projeto apresentadas;
  • Novas definições para modalidades de financiamento por contrato de desempenho e a fundo perdido - adequação a nova revisão do PROPEE;
  • Alteração da vida útil mínima dos motores para 15 anos - adequação as declarações já enviadas pelos fabricantes a CELESC;
  • Alteração do roteiro do relatório final de projeto - adequação a nova revisão do PROPEE.

Novamente nesta edição, todo o processo será realizado via internet, sem a necessidade de encaminhar documentos por meios físicos (entrega via correios ou na secretaria da Celesc). Os interessados em participar da nossa Chamada deverão acessar o nosso Portal de Chamada Pública de Projetos de Eficiência Energética e fazer o seu cadastro. O acesso ao Portal será disponibilizado na data de início das entregas das propostas (28/02/2019 *novo prazo) (dia 11/02/2019) . Acesse o Edital da Chamada Pública, PROPEE e demais documentos abaixo, leia o regulamento e verifique todos os documentos necessários para o envio da proposta.


 

EVENTOS:

Workshops sobre a Chamada Pública do Programa de Eficiência Energética da Celesc

Comentários   

 
0 #19 Thiago 25-02-2019 18:36
Citando Danielle:
Bom dia,

Gostaria de obter maiores informações referente a projetos para entidades filantrópicas. (Hospitais) onde poderíamos visualizar os programas ? para sabermos se o nosso hospital se enquadra nos projetos.


Pode participar desse programa, cujo as regras estão descritas no edital aqui publicado, qualquer consumidor/clie nte da Celesc que possua um CNPJ. No caso do Hospital, se ele for um Hospital Público e/ou Filantrópico e apresentar projetos com fontes incentivadas, terá prioridade na seleção. Confira as regras no edital.
Citar
 
 
0 #18 Danielle 06-02-2019 10:00
Bom dia,

Gostaria de obter maiores informações referente a projetos para entidades filantrópicas. (Hospitais) onde poderíamos visualizar os programas ? para sabermos se o nosso hospital se enquadra nos projetos.
Citar
 
 
+1 #17 Arthur Rangel Laureano 05-02-2019 13:09
Citando Tania Walter:
boa tarde!
Sobre o workshop do dia 15/02, terá inscrição, como faço para PARTICIPAR, é só chegar no endereço indicado?


Prezada,

As inscrições devem ser realizadas pelo link
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdAq99hHc8hiavVCoI-jrR67llsa7IpfKA4obYkKDsjOD4dpg/viewform?usp=sf_link
Citar
 
 
0 #16 Arthur Rangel Laureano 05-02-2019 13:07
Citando Rodrigo Mendonça:
Boa tarde.
No item 8.3.h é dito:
"Todos os custos computados na proposta de projeto deverão ser compatíveis com os valores praticados no mercado regional."

Nesse caso, existe algum percentual que defina essa compatibilidade? 10, 20, 30% ?

Desde já agradeço.


Prezado,

Conforme subitem 15.1 do Edital, toda e qualquer solicitação de esclarecimentos e/ou informações adicionais, referentes a este regulamento, deverá ser formulada, até o prazo definido no item 6, pelo e-mail .

O e-mail com a solicitação deverá conter:
- No campo “Assunto”:
Informações referentes à CHAMADA PÚBLICA PEE CELESC nº 001/2018
- No corpo do e-mail:
Solicitação de esclarecimentos e/ou informações adicionais;
Identificação, e-mail, telefone e endereço do remetente.

A CELESC não atenderá solicitações de esclarecimentos e/ou informações adicionais que não estejam em conformidade com o estabelecido neste item.
Esclarecimentos e/ou informações adicionais poderão ser divulgados através do endereço eletrônico www.celesc.com.br/peecelesc.
Citar
 
 
0 #15 Arthur Rangel Laureano 05-02-2019 13:06
Citando Arthur Rangel Laureano:
Citando Andre Bonilha:
Meu cliente tem demanda contratada de 11.500kW. Essa fábrica tem diversas maquinas, porem uma delas de +/-3.000kW, de demanda, opera em 50Hz.
A energia vinda de rede CELESC é em 60hz, mas o cliente esta na LIVRE com uma geração própria tbm. Ao chegar na subestação a energia é convertida por retificadores e inversores para 50Hz a fim de alimentar uma rede interna exclusiva a máquina “X”.

Esses motores 50Hz não estão no PBE, posso utilizar rendimentos certificados pela IEC 60034-30-1-2014 IE3 como referencia para apresentação do projeto? São muitos similares aos informados na NBR/Inmetro Procel para IR3.

O rendimento no ponto de operação sera repassado pelo fabricante conforme 8.2.f.2

Na tabela 19, vida útil a vida estimada dos motores é de 15 anos, porem neste tipo de planta a média é inferior devido a agressividade dos produtos químicos. Há como reduzir ex 10 anos?


Prezado,

Conforme subitem 15.1 do Edital, toda e qualquer solicitação de esclarecimentos e/ou informações adicionais, referentes a este regulamento, deverá ser formulada, até o prazo definido no item 6, pelo e-mail .

O e-mail com a solicitação deverá conter:
- No campo “Assunto”:
Informações referentes à CHAMADA PÚBLICA PEE CELESC nº 001/2018
- No corpo do e-mail:
Solicitação de esclarecimentos e/ou informações adicionais;
Identificação, e-mail, telefone e endereço do remetente.

A CELESC não atenderá solicitações de esclarecimentos e/ou informações adicionais que não estejam em conformidade com o estabelecido neste item.
Esclarecimentos e/ou informações adicionais poderão ser divulgados através do endereço eletrônico www.celesc.com.br/peecelesc.
Citar
 
 
0 #14 Andre Bonilha 05-02-2019 10:53
Meu cliente tem demanda contratada de 11.500kW. Essa fábrica tem diversas maquinas, porem uma delas de +/-3.000kW, de demanda, opera em 50Hz.
A energia vinda de rede CELESC é em 60hz, mas o cliente esta na LIVRE com uma geração própria tbm. Ao chegar na subestação a energia é convertida por retificadores e inversores para 50Hz a fim de alimentar uma rede interna exclusiva a máquina “X”.

Esses motores 50Hz não estão no PBE, posso utilizar rendimentos certificados pela IEC 60034-30-1-2014 IE3 como referencia para apresentação do projeto? São muitos similares aos informados na NBR/Inmetro Procel para IR3.

O rendimento no ponto de operação sera repassado pelo fabricante conforme 8.2.f.2

Na tabela 19, vida útil a vida estimada dos motores é de 15 anos, porem neste tipo de planta a média é inferior devido a agressividade dos produtos químicos. Há como reduzir ex 10 anos?
Citar
 
 
0 #13 Rodrigo Mendonça 31-01-2019 15:38
Boa tarde.
No item 8.3.h é dito:
"Todos os custos computados na proposta de projeto deverão ser compatíveis com os valores praticados no mercado regional."

Nesse caso, existe algum percentual que defina essa compatibilidade ? 10, 20, 30% ?

Desde já agradeço.
Citar
 
 
0 #12 Tania Walter 31-01-2019 15:09
boa tarde!
Sobre o workshop do dia 15/02, terá inscrição, como faço para PARTICIPAR, é só chegar no endereço indicado?
Citar
 
 
0 #11 Arthur Rangel Laureano 21-01-2019 17:14
Citando FABIO:
Tenho um projeto de um incinerador que consome 50kw/h, e após estudos conseguiremos gerar 500Kw/h de energia no sitema a vapor, reaproveitando a energia dos fornos, podemos participar ?

Fabio,
Pelo que pode ser compreendido, trata-se de um projeto para aproveitar o calor de um sistema já existente para gerar energia. Se realmente este for o caso, trata-se de uma ação possível. Recomendamos a leitura de todo o nosso edital. O subitem 8.18 trata exclusivamente sobre fonte incentivada, que acredito ser a ação a qual poderia ser classificada este projeto.
Citar
 
 
0 #10 Murilo Citadin 18-01-2019 18:14
Citando Sigfrido Graziano Jr:
Há obrigatoriedade de parceria com ESCO? Como montar uma ESCO? ou ainda, se pode ser um profissional que atue em sustentabilidade. Há algum site ou telefone ou email para essas orientações? Sou arquiteto e tenho dois potenciais clientes para essa chamada.

Boa tarde! Havendo ainda interesse podemos lhe auxiliar no que for preciso. Att.,
Citar